02. 03.
Keine Ahnung was ich hier mache, trotzdem bin ich hier...

domingo, 16 de março de 2014

Ich bin nach Berlin gezogen! - Mudei-me para Berlim!

Agora que moro na Alemanha reparei na relação que os alemães têm com as batatas. Tudo é com batata, a não ser que você peça sem a batata. Outra relação que me estranha é o relógio. O relógio é tipo um deus aqui. Dois minutos é o suficiente para que o teu chefe te olhe com a maior cara (NÁDEGA) dessa terra. Mas fora isso, a vida é a mesma, pelo menos para mim, que sou de São Paulo. O lado alternativo da cidade impressiona, embora sempre me esbarro como OVNIs no metrô, o que faz meu dia ser no mínimo engraçado.
Agora que moro na Alemanha reparei na relação que os alemães têm com as batatas. Tudo é com batata, a não ser que você peça sem a batata. Outra relação que me estranha é o relógio. O relógio é tipo um deus aqui. Dois minutos é o suficiente para que o teu chefe te olhe com a maior cara (NÁDEGA) dessa terra. Mas fora isso, a vida é a mesma, pelo menos para mim, que sou de São Paulo. O lado alternativo da cidade impresiona, embora sempre me esbarro como OVNIs no metrô, o que faz meu dia ser no mínimo engraçado.

   Legal é que para eles, eu sou o estranho. Ok, tudo bem que no dia em que fui correr no Park am Gleisdreieck um galho, não sei como, grudou na minha roupa e só fui perceber porque uma senhora (SEMPRE AS SENHORAS) o pegou e disse:

- Rapaz, toma.
- Oi? Isso não é meu senhora.

Ó cara disso...
- Siiim ele é teu, pois estava grudado na tua roupa.
- Grato por me entregar..... meu galho.

Achei fofo... apesar de ter procurado veementemente um lugar para enfiar a minha cara.

 

Seguir este Blog | Indicar este Blog | Sugestões | Sobre Quem vos fala

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO