02. 03.
Keine Ahnung was ich hier mache, trotzdem bin ich hier...

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

MGMT

MGMT, de The Management, é um grupo de Indie Rock americano do Brooklyn, Nova Iorque. Seus membros são Andrew Vanwyngarden e Ben Goldwasser.

A banda foi formada durante o primeiro ano da Wesleyan University em dezembro de 2001. Segundo eles, não estavam tentando formar uma banda, simplesmente andavam por aí a mostrar um ao outro músicas das quais gostavam. Experimentaram Noise Rock e Electronica, e quando acabaram a Universidade fizeram turnê para Time to Pretend EP.

Foram a programas como o The Late Show with David Letterman em 28 de janeiro e Late Night With Conan O'Brien em 15 de maio, onde tocaram Time To Pretend. Seu videoclipe Time to Pretend fez relativo sucesso no Brasil, chegando a tocar no Disk MTV. A banda tocou no Brasil em outubro pelo festival Tim Festival.

Existe um intuito claro no MGMT de se mostrarem parte de um outro momento na música pop. Formado em 2002 por Ben Goldwasser e Andrew VanWyngarden, então estudantes da Wesleyan University, em Connecticut, o MGMT (pronuncia-se “Management”), atualmente instalados em Nova York compõe uma sonoridade electro-rock baseada no retrô, pop psicodélico e dance music. Vivem uma espécie de hubris juvenil, de onde retiram dos escombros do rock suas idéias e influências.
Mas não é só o tom retrô e atitude new wave tardia – marca de outra interessante banda nova-iorquina, o Vampire Weekend – que se apóia o MGMT. A superprodução impressiona. Instrumental alto, boas bases, samplers, vocais no lugar certo, melodias que grudam no cérebro. O culpado: David Friedmann, responsável por discos do Flaming Lips e Mercury Rev.

A trilha seguida por Friedmann e seus enfantes Goldwasser e VanWyngarden é fazer um disco-punk na tênue linha da experimentação e do pop redondo. O ouvinte descobre o exemplo na prática quando se vê viciado por músicas como “Kids” e “Time To Pretend”, tirada do primeiro EP da dupla.É preocupação do MGMT soar breve, juvenil (o college rock também é influência direta). Esse sentimento pueril é explicado pela tentativa quase cósmica de escapismo. O projeto artístico remete a temas cosmico-transcedentais, como se pode ver pelas fotos de divulgação e capa/encarte do disco.

Soar jovem e constantemente renovado é a obssessão da música pop como um todo. Talvez por isso, as novidades mais interessantes vem de bandas que carregam esse conceito, como o Black Kids. A busca por esse frescor pautou a produção de Oracular Spectacular, afinal, não conseguiriam o intento soando óbvios nos arranjos e melodias. “Time To Pretend” resume o manifesto: “This our decision, to live fast and die young/ We’ve got the vision, now let’s have some fun”.

Discografia:

Oracular Spectacular (2007)
Singles
"Time to Pretend" (2008)
"Electric Feel" (2008)

Site Oficial da Banda: http://www.whoismgmt.com/

Seguir este Blog | Indicar este Blog | Sugestões | Sobre Quem vos fala

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO